Conquista Urgente

Conquista Urgente


Resultado da busca pela categoria "tecnologia"

E-mail de cobrança do IPTU instala ladrão de senhas bancárias

Sábado | 22.07.2017 | 09h04


(Foto: Palo Alto Networks)

A empresa de segurança Palo Alto Networks publicou um alerta sobre um golpe que mira os internautas brasileiros com uma mensagem de e-mail falsa trazendo uma cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). A fraude já circula há algum tempo, mas ela é notável pela maneira que se instala e é executada no computador, se "disfarçando" de um conhecido programa de segurança usado pelos bancos para monitorar a atividade do computador e roubar senhas. O golpe começa com a mensagem de e-mail. Caso a vítima clique, é oferecido um download de um pequeno arquivo ZIP contendo um atalho. Esse atalho tira proveito de um comando interno do Windows para baixar e executar o instalador do vírus. O instalador por sua vez baixa uma versão antiga de um programa de segurança usado por bancos brasileiros. O objetivo disso é fazer com que o programa de segurança sirva de intermediário para carregar o vírus. Isso é possível porque o programa tenta carregar um arquivo específico localizado na mesma pasta em que ele se encontra. Logo, o vírus pode colocar o programa de segurança e seu próprio código na mesma pasta (em formato "DLL"), garantindo que o programa de segurança carregará o vírus quando ele for iniciado (veja, na imagem, o programa de segurança legítimo e a DLL do vírus na mesma pasta). Essa tática faz com que o vírus fique na memória com o nome do programa de segurança. Assim, vai ser mais difícil identificar que há algo de errado usando programas como o Gerenciador de Tarefas do Windows, que enxergam apenas o nome do programa principal e não os componentes carregados. "Os usuários localizados no Brasil ou pessoas que usam serviços bancários on-line brasileiros devem estar cientes dessa ameaça e tomar as precauções necessárias, como não clicar em links em e-mails suspeitos", recomendou Palo Alto Networks.

STJ veta controle prévio de conteúdo no Facebook e afasta multa diária

Quinta | 20.07.2017 | 12h08
Autor: LeiaMais.Ba


Foto: Reprodução

O Facebook não pode ser obrigado a monitorar previamente os conteúdos postados pelos usuários de sua rede, o que torna inviável a imposição de multa diária com tal objetivo. A decisão unânime foi da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça, ao julgar recurso de relatoria da ministra Nancy Andrighi. O colegiado entendeu que o Facebook não responde objetivamente pela inserção de informações ilegais feita por terceiros em seu site. Entretanto, assim que os responsáveis pelo provedor da rede social tiverem conhecimento da existência de dados ilegais, devem 'removê-los imediatamente, sob pena de responderem pelos danos respectivos' - devendo ainda 'manter um sistema minimamente eficaz de identificação de seus usuários'. No STJ, o Facebook alegou, entre outras questões, que não está sujeito à responsabilidade objetiva e que seria impossível monitorar ou moderar o conteúdo publicado em sua plataforma, em razão da grande quantidade de novos dados inseridos a cada segundo pelos usuários. O Face sustentou ainda que precisa ser alertado previamente de que houve alguma ofensa, injúria ou difamação para, em seguida, providenciar a remoção. A ministra Nancy Andrighi afirmou que não há no ordenamento jurídico nenhum dispositivo que obrigue o Facebook a realizar monitoramento prévio dos conteúdos que serão disponibilizados.

Facebook: Evite passar adiante mensagem sobre Jayden K. Smith porque ela é falsa

Sábado | 15.07.2017 | 08h04
Autor: LeiaMais.Ba


Foto: Ilustração

Espalhou-se como uma praga, primeiro nos Estados Unidos e depois no Brasil: usuários do Facebook começaram a receber uma mensagem alertando para o risco de aceitar um pedido de amizade vindo de uma pessoa chamada Jayden K. Smith. Segundo a mensagem, se qualquer um dos seus contatos aceitar o pedido você terá seu computador controlado e sua conta bancária invadida. E vem o pedido para que envie o alerta a todos os seus seguidores. Papai Noel não existe, nem a fada do dente, nem saci-pererê; nem um hacker poderoso chamado Jayden K. Smith. O próprio Facebook confirmou isso. "Este é um boato. Aceitar um pedido de amizade no Facebook ou Messenger não dá a ninguém o controle de seu computador ou contas on-line", disse a empresa, em um comunicado. Alarmes semelhantes já apareceram, apenas trocando o nome do “hacker”, de acordo com o site snope.com, especializado na checagem de informações.  Já foi Anwar Jitou, Linda Smith, Jason Allen, Christopher Butterfield, Tanner Dwyer e Bobby Roberts. O primeiro passo, para evitar ser usado pelos espalhadores de notícias falsas é fazer uma pesquisa na internet, sobre o assunto. No caso desse boato, uma das primeiras informações encontradas seria o comunicado do Facebook.

Redes Sociais: O Orkut voltou? Não caia nessa

Quinta | 13.07.2017 | 11h09
Autor: Veja


Foto: Ilustração

A internet está indo à loucura com a nova notícia de que o Orkut estaria de volta. Mas o problema é que a rede social não está de volta. O site, Orkut.li, é uma cópia quase perfeita do local digital mais habitado pelos brasileiros nos anos 2000. Quando os usuários tentam acessar o site pelo Google Chrome, são surpreendidos por uma (enorme) tela vermelha indicando que o endereço não é confiável. O mesmo ocorre com o Mozilla Firefox. Os invasores em orkut.li podem induzir você a fazer algo perigoso, como instalar um software ou revelar suas informações pessoais (por exemplo, senhas, números de telefone, ou cartões de crédito)”, afirma o aviso. O site se trata de um Phishing, ameaça que “rouba” dados dos usuários. “Nós vimos que o site usa exatamente a identidade visual de outra entidade e pede alguns dados pessoais. Percebemos também que a plataforma apresenta perfis com fotos de pessoas diferentes, mas que publicam o mesmo texto – o que pode indicar a atividade de algum bot (robôs que realizam publicações)”, diz o especialista. A equipe da Psafe, no entanto, ainda não identificou nenhuma atividade maliciosa na página. “Até o momento, não sabemos qual é a real intenção desse endereço. Por isso pedimos muita cautela aos usuários. Assim como o site pode não enviar nada malicioso agora, pode começar a fazê-lo conforme aumente o número de acessos”, diz. O Google afirmou que não possui um posicionamento sobre o site “clone”, mas indica que: 1) o Orkut está mesmo morto; e 2) o site não está no domínio da empresa. Além disso, no blog oficial do Google, você pode conferir o adeus do Orkut em dois tempos: um, em meados de 2014, e o fim real e oficial em abril deste ano.

Instagram libera resposta a Stories com fotos e vídeos

Quinta | 06.07.2017 | 14h16
Autor: G1


Foto: Divulgação/Instagram

O Instagram liberou nesta quinta-feira (6) uma atualização para permitir que os usuários respondam aos Stories de seus amigos com uma foto ou vídeo. Até agora, só era possível enviar mensagens de texto em resposta a esses conteúdos efêmeros, que ficam apenas 24 horas no ar. A aposta do Instagram é que as conversas pelo aplicativo fiquem ainda mais visual. Como responder usando imagens: Para enviar fotos ou vídeos como resposta a um Story, toque no novo botão da câmera quando estiver assistindo a uma história. Após fazer vídeo, foto ou um Boomerang, é possível continuar a assistir outras histórias. As respostas às Stories aparecem na caixa de entrada, como já acontece. Só que aquelas que forem feitas com vídeos ou fotos são destacadas em azul e desaparecerão após serem vistas.

WhatsApp adia fim do app em celulares antigos; veja novas datas

Sexta | 30.06.2017 | 12h14


Foto: Ilustração

WhatsApp adiou o fim do funcionamento do aplicativo em celulares com sistemas operacionais antigos ou com baixa adesão ao sistema. O encerramento ocorreria nesta sexta-feira (30), mas alguns deles foram programados para ocorrer apenas em 2020. As novas datas de encerramento são as seguintes: BlackBerry OS e BlackBerry 10: 31 de dezembro de 2017; Nokia S40: 31 de dezembro de 2018; Nokia Symbian S60: 30 de junho de 2017; Windows Phone 8.0 e versões anteriores: 31 de dezembro de 2017; Android 2.3.7 e versões anteriores: 1º de fevereiro de 2020. O único modelo que continuou na lista e deve parar de poder acessar o WhatsApp é o iPhone 3GS, que roda o sistema operacional iOS 6. O WhatsApp informa que, ainda que não vá encerrar imediatamente o suporte para as esses sistemas, alguns recursos podem parar de funcionar “devido a não desenvolvermos ativamente para estar plataformas”. “Estas plataformas possuem certas limitações que nos impedem de expandir nossos recursos no futuro. Caso você seja usuário de alguma destas plataformas, e queira continuar utilizando o WhatsApp, nós recomendamos que troque seu aparelho por um mais atual”, informa o aplicativo de mensagem.

Whatsapp indica função para apagar mensagens enviadas

Quarta | 28.06.2017 | 15h30


Foto: Ilustração

Whatsapp publicou em seu site de suporte nesta terça-feira (27) instruções para um novo recurso, que permite apagar mensagens já enviadas. No entanto, o aplicativo de conversas deletou a página pouco tempo depois, então não é possível saber quando a função se tornará disponível para os usuários. O recurso é chamado de Anular, e permitirá que mensagens sejam apagadas até cinco minutos depois de enviadas. As mensagens escolhidas aparecerão como "Esta mensagem foi anulada" dentro da conversa. A função estará disponível para aparelhos com Android ou Windows Phone e iPhones, mas é necessário que tanto o remetente quanto o destinatário estejam com as versões mais recentes do aplicativo.

Novidade do Instagram vai te aproximar de seus seguidores

Domingo | 25.06.2017 | 14h00


Foto: Ilustração

O Instagram agora permite aos usuários criar listas de seus melhores amigos. A plataforma de compartilhamento de fotos começou a testar um novo recurso que possibilita compartilhar posts com grupos menores de pessoas, em vez de todos que seguem você. Para mostrar quando um conteúdo é restrito, a publicação será acompanhada de um selo verde de identificação. O Instagram vai permitir que os usuários adicionem e removam qualquer um dos seus seguidores da lista de favoritos a qualquer momento, e eles não serão notificados em nenhum dos casos. Todas as postagens restritas que você compartilha só aparecerão nos fluxos de fotos de seus seguidores escolhidos. Eles também poderão visualizar este conteúdo clicando na nova guia que estará disponível no seu perfil assim que o recurso for liberado. Esta aba, no entanto, aparecerá vazia para aqueles que não estiverem incluídos na lista de favoritos. Não há limite para o número de pessoas que você pode adicionar à lista. Este recurso está em desenvolvimento no Instagram há mais de um ano, segundo relata o site The Verge. Atualmente, ele está sendo testado por uma pequena porcentagem de usuários, antes de ser lançado completamente.

Novidade do Snapchat levanta preocupações sobre segurança

Sexta | 23.06.2017 | 17h03


Foto: Ilustração

Uma atualização do Snapchat, que traz um mapa com a localização dos contatos que o usuário segue, aumentou as preocupações sobre segurança entre os pais de crianças que utilizam com frequência o popular aplicativo. A ferramenta, chamada Snap Map, foi lançada na quarta-feira (21) e foi promovida como uma nova maneira de explorar o mundo. A Academia St. Peter, na cidade de Staffordshire, na Inglaterra, emitiu um comunicado para os pais, alertando que o recurso de compartilhamento de localização permite que pessoas estranhas localizem seus filhos. Em entrevista à BBC, um dos responsáveis descreveu a atualização como perigosa. Os clipes de vídeo e fotos que os usuários postam publicamente podem ser descobertos no mapa, enquanto os membros que optaram por compartilhar sua localização também podem ser vistos. Em resposta à polêmica, a Snap informou que o recurso pode ser desativado a qualquer momento, e que seu intuito é facilitar a busca por restaurantes e pontos de interesse.

Twitter vai permitir que artistas recebam dinheiro de fãs por vídeos no Periscope

Quinta | 22.06.2017 | 09h40


Foto: Ilustração

O Twitter prepara o lançamento de um sistema para permitir que pessoas ganhem dinheiro ao transmitir vídeos ao vivo no serviço Periscope. A mudança é uma forma da companhia tentar competir com o YouTube e outros na busca de talentos da internet. As pessoas que assistem ao Periscope terão a possibilidade de enviar uma contribuição aos artistas e emissoras usando uma variedade de corações que são, de fato, uma moeda virtual que usuários podem comprar, afirmou a empresa. A princípio, apenas transmissões dos Estados Unidos serão beneficiadas, mas o Periscope disse que planeja expandir o serviço para outros países em breve. Após o processamento de pagamentos e taxas, os artistas receberão cerca de 70% da receita restante, disse o Twitter, sem dar estimativas sobre seu próprio lucro potencial com o sistema. Lançado em 2015 pela empresa, o Periscope anunciou que transmitiu 77 milhões de horas em vídeos ao vivo gerados pelos usuários nos três primeiros meses de 2017, mas não informou o número de visualizações. O YouTube, da Alphabet, disse em fevereiro que estava lançando transmissão de vídeo ao vivo em dispositivos móveis para usuários com mais de 10 mil seguidores, expandindo sua própria oferta para ajudar os artistas on-line a ganhar dinheiro.

WhatsApp deixará de funcionar em alguns celulares em breve

Quarta | 14.06.2017 | 10h00


Foto: Ilustração

O WhatsApp tinha anunciado, no ano passado, que deixaria de funcionar em vários celulares antigos. O porém é que alguns deles continuam muito populares e totalmente funcionais. Os donos desses aparelhos serão impedidos de acessar o aplicativo a partir do dia 30 de junho. Apesar de a lista de dispositivos afetados ser limitada, ela inclui modelos emblemáticos como o iPhone 3GS e versões do BlackBerry. Os smartphones com os seguintes sistemas operacionais não vão mais rodar o aplicativo: BlackBerry OS, BlackBerry 10, Nokia S40, Nokia Symbian S60, Android 2.1, Android 2.2, Windows Phone 7 e iPhone 3GS/iOS 6. A única alternativa para aqueles que quiserem se manter conectados é comprar um celular mais moderno com os sistemas Android, iOS ou Windows Phone. "Por mais que estes aparelhos celulares tenham feito uma importante parte em nossa história, eles não possuem a capacidade requerida para que possamos expandir os recursos de nosso aplicativo no futuro. Esta foi uma decisão difícil de ser feita, porém foi a decisão certa para que pudéssemos oferecer as pessoas, melhores maneiras de manter contato com família, amigos e entes queridos utilizando o WhatsApp", informou a empresa.

Nova função para o WhatsApp: transferência de dinheiro do Banco do Brasil

Quinta | 08.06.2017 | 16h06


Foto: Ilustração

O Banco do Brasil anunciou nesta quarta-feira (7) um novo recurso para que seus clientes deem ainda mais uma utilidade ao WhatsApp. A novidade vai utilizar o aplicativo de bate-papo do Facebook para transferências de dinheiro. Segundo a empresa, a função chega para evitar ao máximo que seus correntistas precisem fornecer informações sigilosas como números de sua agência e de sua conta corrente pela internet. Para acessar o recurso, o usuário só precisa abrir o aplicativo do próprio Banco do Brasil. Logo na tela inicial ele verá um código que representa as informações do seu número da agência e da conta corrente. A partir daí, só é necessário enviar essa imagem para outras pessoas por meio do WhatsApp. A pessoa que receber esse código pelo WhatsApp deverá escaneá-lo. Fazendo isso, o aplicativo do Banco do Brasil será automaticamente aberto, já com as informações da conta bancária preenchidas nos campos necessários. Restará então apenas confirmar a transação com o código de segurança. A novidade foi apresentada pela empresa durante o congresso CIAB Febraban 2017, que acontece em São Paulo.

Saiba qual é a rede social que mais impacta a saúde mental

Domingo | 21.05.2017 | 18h14
Autor: Veja


Foto: Ilustração

De acordo com um estudo da Sociedade Real para Saúde Pública, do Reino Unido, o Instagram é rede social que mais impacta negativamente a saúde mental dos jovens. O questionário criado pelos pesquisadores mostrou que o aplicativo de compartilhamento de imagens afeta de forma negativa o sono, a percepção do corpo e o fear of missing out (em tradução livre, o ‘medo de ficar por fora’) dos usuários britânicos, principalmente mais jovens. A necessidade de estar sempre online para acompanhar as postagens dos amigos pode ser extremamente prejudicial, levando a comparações irreais, ansiedade e depressão. Na pesquisa, 1.500 jovens britânicos com idade entre 14 e 24 anos avaliaram como as plataformas de mídias sociais que usavam impactavam questões como depressão, ansiedade, solidão e o senso de comunidade. O site com mais respostas positivas foi o YouTube, seguido pelo Twitter e Facebook. Já os aplicativos Snapchat e Instagram foram considerados os piores nestes quesitos. Um problema presente em quase todas as mídias foi o vício no uso das redes, que pode estimular a insônia.

Smartphone com bateria recarregável em 5 minutos pode chegar ao mercado em 2018

Domingo | 14.05.2017 | 10h38
Autor: Brumado Urgente


Foto: Ilustração

O Uol vinculou notícia sobre um inovação tecnológica que pode surgir em breve, a novidade foi apresentada pela primeira vez em 2015, quando a start-up de Israel StoreDot fez uma demonstração seu "FlashBattery" no CES Tech Show, uma feira comercial do mercado de tecnologia, em Las Vegas. O CEO da empresa, contou à BBC que a bateria deverá entrar em produção de grande escala no início de 2018. Analistas do setor acreditam que o prazo seja curto, mas o executivo diz que já está em curso um projeto-piloto em duas asiáticas de baterias. As primeiras versões da bateria eram mais grossas do que a maioria das usadas em smartphones. Myersdorf, no entanto, afirma que as versões atuais atenderão às exigências mercadológicas. Ele não quis revelar quais fabricantes de smartphones usarão a tecnologia.

Banda Larga nas escolas públicas é proposta por Secretário da Educação da Bahia

Quinta | 11.05.2017 | 18h10
Autor: ASCOM-Secretaria da Educação


Foto: Ilustração

O secretário da Educação da Bahia, Walter Pinheiro, apresentou, nesta quinta-feira (11), propostas para a universalização da banda larga nas escolas públicas, durante II Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Secretários da Educação. O secretário defendeu uma ampla mobilização nacional, envolvendo o uso da infraestrutura já existente no país, a exemplo da RNP, que já interliga as universidades públicas, e as redes da Chesf e da Telebras, além do satélite geoestacionário brasileiro, recentemente lançado. Na proposta apresentada por Pinheiro, os ministérios de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI) e da Educação (MEC) lançariam editais por serviços de banda larga, em parceria com os estados. “Nós vamos entrar com a garantia de compra de serviços para atender as escolas, seja por fibra, por rádio, satélite ou OPGW”, destacou. Pinheiro também avaliou que se essas compras forem nacionais, ocasionarão o barateamento na aquisição de equipamentos e aumento da qualidade, “para ter a capacidade de cobrir completamente e de forma eficiente o que é o grande nó nosso, que é o atendimento das escolas, preparando para fazer a integração. Portanto, uma escola mais distante poder participar de uma avaliação, dos debates, ter as experiências e o patrocínio do ponto de vista da sua alteração pedagógica da mesma forma das escolas que estão nos centros mais avançados”, disse.  As soluções apresentadas por Pinheiro também interligariam com banda larga hospitais, delegacias, centros de controle integrados e defesa civil, ampliando ainda o acesso dos cidadãos a serviços de e-gov.